Obì fala

“Combatendo a venda de apostilas”

Muito dos ensinamentos trazidos pelos yorùbás no período da escravidão foram perdidos, será que temos condições de recuperar essa riquíssima herança?

A resposta é sim, estamos diante de um momento histórico.

Podemos mudar o rumo de tudo que está acontecendo, é chegada a hora da recuperação do que foi perdido, mas para isso temos que estar dispostos, aqueles que se dizem tradicionalistas devem observar que a raiz da nossa religião está no território yoruba.

Temos que preencher as lacunas que ficaram abertas, com informações verdadeiras só assim vamos reconquistar o respeito da sociedade que observa atenta as nossas atitudes.
O Obì é só um dos temas que devemos abordar com mais abertura entre os iniciados para que não se perca mais uma vez o legado de nossos antepassados.

O Obì também serve como Oráculo e ele não têm só cinco caídas, existem mais informações do que aquelas até hoje divulgadas. Poucos sabem que no Obì existem partes masculinas e partes femininas e que podemos consultar com um e dois Obì ao mesmo tempo.

Consultando com um Obì:

– 1 masculino: boa saúde, poder masculino, também trás o insucesso, caída negativa.

-1 Feminino: o poder das mulheres traz prosperidade, mas uma manifestação negativa feminina tem o poder de bloquear a prosperidade, caída negativa.

– 1 masculino e 1 feminino: harmonia entre o sexo masculino e feminino, sucesso em qualquer negócio, ótima caída.

-2 masculinos: determinação, manifestação negativa de disputas, conflitos, brigas, caída negativa.

-2 femininos: paz, tranquilidade e relaxamento, preguiça leva ao fracasso, tomar cuidado.

– 2 masculinos 1 feminino: sucesso após dificuldades, mas a falta de entendimento pode levar ao insucesso, cautela.

– 2 femininos e 1 masculino: vitória e sucesso podem desaparecer fazer ebó para garantir o futuro.

– Todos os quatro abertos: harmonia em todos os aspectos, uma vitória completa, as medidas devem ser tomadas para atingir o sucesso.

– Todas as quatro partes estão fechadas obstáculos, quando questionado sobre inimigos vitória.

Consultando com dois Obì:

– 8 partes abertas, ogbe méjì, sucesso, felicidade e vida longa, agradar Orunmila.

– 6 partes abertas, Ògúndá méjì, obstáculos e muito trabalho para alcançar o sucesso, agradar Ògún.

– 4 partes abertas, Oyeku méjì, doença, dificuldade e até a morte, agradar Iya mi.

– 3 parte abertas, ogbe yonu a pessoa está perdendo muito tempo, ela fala demais, agradar Orí.

– 2 partes abertas, Òkànràn méjì, caminhos de sucesso com o apoio dos antepassados, o bom comportamento vai fazer a diferença, agradar egúngún.

Obs: Nesse trabalho colocamos apenas algumas caídas da consulta com Obì, o nosso objetivo é informar que existe outras formas de consultar, mas a internet não é lugar de ensinar.

Cada pessoa deve procurar informações com o sacerdote da casa que ela foi iniciado.

Bàbàláwo Ifagbaiyin Agboola

12642512_978885232147253_1319060169474485113_n

Você consegue controlar a sua língua?

Você consegue controlar a sua língua? Esta é uma pergunta cuja resposta está dentro de cada um de nós.
A grande verdade é que tem muita gente boa que não consegue e quando isto acontece os resultados são muito ruins.
“Você não pode deixar de ler: Tudo tem seu tempo determinado”.
Porque a falta de controle da língua faz com que pessoas saiam magoadas, envergonhadas, diminuídas, ou seja, toda a vez que alguém perde o controle e sai falando sem pensar, causa desgraça à sua volta.
E a notícia ruim é que Deus nos julga responsáveis pelos efeitos destrutivos provocados pelas nossas palavras e, sendo assim, deveríamos ter muito mais cuidado quanto disséssemos alguma coisa.
“Outra ótima leitura seria: A fé sem obras é morta”.
Sendo assim, está claro que as pessoas possuem padrões diferentes, no que diz respeito ao modo de falar e se comunicar com o seu semelhante.
Existem as pessoas que são cuidadosas, que pensam antes de falar alguma coisa, que respeitam o seu semelhante, entendem que, muitas vezes, é melhor ficar calado e procuram dar bons conselhos.
Entretanto, existem aqueles que falam mentiras, que não conseguem se controlar, que deixam o seu descontrole transbordar através da sua boca, que as suas falas são cheias de motivações erradas, que adoram fofocar, ou seja, cujas palavras nada acrescentam e só destroem.
“Outro ótimo artigo seria: Agradeça a Deus pelo simples fato de estar vivo e com saúde”.
Então, está muito claro que o melhor, para qualquer pessoa, seria estar dentro do primeiro grupo, pois edificar é melhor do que destruir.
Porém, o grande problema é que tem muita gente boa que acha que está tudo certo quanto ao seu padrão de falar e não está.
Estão inseridas no segundo grupo e acham que estão no primeiro e sabem por quê? Porque já estão tão acostumadas como seu padrão de agir, que não percebem o que falam e o quão destrutivas são as suas palavras.
Por: Marcio Motta

Os ancestrais

Que a sabedoria ancestral permeia nossos Ori.
Ancestral orienta, guia e protege. Ancestral conhece o caminho que ainda estou percorrendo.
Mo juba Essá !

“Feliz é aquele que para para escutar os mais velhos”

Pai Alex de Oxaguiã

12540854_833192006789550_2964523233528251861_n

Yemanjá

Dia 2 de fevereiro é dia de Nossa Sra. dos Navegantes sincretizada à Yemanjá Orixá filha de Olokum e irmã de Ajê.
Yemanjá tem domínio sobre os mares e Oceanos. A Mãe dos filhos peixes. É também a senhora que representa o equilíbrio e a sabedoria, a Mãe da massa encefálica mais conhecida como Iyá Ori. Yemanjá é mãe das famílias, mãe do mundo, mãe do planeta água. A grande senhora que zela cuidadosamente de seus filhos, que somos nós.
Odo Iyá !

Pai Alex de Oxaguiã.

11205578_843289755779775_1048458225870517785_n

Responsabilidade no trabalho mediúnico

O momento do chamado é diferente para cada um, no entanto a proposta é a mesma. Em um determinado momento a MEDIUNIDADE, vem à tona com todos os seus sintomas diferenciando de uns para outros. Uns aceitam, outros não. A falta de esclarecimento ainda faz com que muitas pessoas continuem mergulhadas MAR da ignorância.
A princípio entendemos MEDIUNS, como, pessoas capazes de estabelecer o intermédio com outras dimensões extra físicas, mas convenhamos que o assunto é complexo, que além de ter como base a boa vontade, também deverá existir o estudo acirrado. MEDIUNIDADE sem estudo é “PALCO PARA AS VAIDADES” caminho certo que o levará a descrença e a decepção, pois ainda milhões de “médiuns” acreditam que ao ingressarem em um templo religioso seus problemas deixarão de existir, isso sem contar com a vaidade que se confronta com a disciplina, BATALHA CONSTANTE.
Em se tratando de UMBANDA, ainda vemos e muito, os palcos aumentados dia dia. UMBANDA é trabalho sério! Umbanda tem fundamentos e ritos PRÓPRIOS, que por mais que seja uma religião BRASILEIRA MISCIGENADA, carrega em si a sabedoria dos ancestrais das mais antigas culturas e civilizações do mundo.
Mas hoje se tornou “febre” talvez, médium de UMBANDA achando que tudo é por conta da entidade, que nada ele precisa saber ou a prender, isentando-se desta forma das responsabilidades em consultas sem bases ou direção. Sei que a ESPIRITUALIDADE vem lutando incansavelmente para a mudança desse quadro, mas há a necessidade de acordarmos para a realidade que esse trabalhos que fazemos é em conjunto (médium e entidade), pois ambos precisam evoluir.
No entanto meus caros irmãos DESPERTEM! A responsabilidade é nossa, somos meros instrumentos nas mãos da espiritualidade, e a escolha é sempre nossa, de total responsabilidade nossa. Nós é quem escolhemos a quem serviremos, ao astral superior ou ao inferior. As entidades que militam também na UMBANDA são seres de LUZ, de várias graduações incluindo nossos amados compadres e comadres. DEFINITIVAMENTE, Exu e Pomba-gira não são Demônios, e muito menos moram no que chama de Inferno. Deixo claro que esses supostos “demônios moram dentro dos corações humanos, e o tal do inferno é o que fazem de suas vidas, já que de forma implacável existe a LEI DO RETORNO, que é para todos, e que mais cedo ou mais tarde ele virá ao seu encontro.
Estudem, busquem conhecer e entender o que é a UMBANDA, não se limitem em apenas receber “santo”, por um copo de bebida na boca e cigarro na mão, isso ainda é está muito longe do que chamamos de fazer caridade, pois a mesma começa em CASA, ou seja, dentro de nós. Não podemos doar aquilo que não temos.
UMBANDA É COISA SÉRIA PARA GENTE SÉRIA

PAI ALEX DE OXAGUIÃ

73736_433335560069828_497215164_n