Ataré

O ataré ou pimenta da Costa, é um elemento bastante utilizado em inúmeros rituais do candomblé.
Seu simbolismo provém da força que produz ao ser mastigada e também pelo fato de ela dá força à palavra da pessoa que a mastiga, aumentando o dom de profetização, tanto para coisas positivas quanto para negativas, assim como protege o corpo físico e espiritual da pessoa que a oferece.
É um elemento de predileção de Exu, mas inúmeros outros orixás a aceitam, ela vai em ebós, boris, na produção de atins, nos igbás e em inúmeras outras funções dentro da religião.
Costuma-se soprar grãos de ataré mastigados com gim na porta da rua pra despachar e ter voz de comando junto a Exú, assim como se mastigar pimenta da Costa cedo ao acordar sem escovar os dentes, para ser reconhecido por Exu e Orixá.
Alguns chegam até a cuspir no igbá Exu ataré com gim, fazer seus orikis e seus pedidos com a “força na palavra”.
Quando se acorda pela manha, sem lavar a boca se esta com seu emi, seu halito, seu cheiro natural. O Orixá e Exu sentem e reconhecem nosso cheiro natural. Esse costume de se levantar e antes de fazer qualquer coisa mascar ataré é um costume que provem do povo de Ifá.

 

atare

Deixe uma resposta